quarta-feira, 11 de abril de 2012

As loucuras da Páscoa

Foram tantas as loucuras cometidas nesta Páscoa, a nível alimentar pois está claro, que nem sei como não estou doente.
Comi, repeti, e voltei a repetir durante 5 dias! 3 dias de variedades e 2 de restos. Ontem terminámos (pelo menos a parte de que eu gosto, sim porque felizmente não gosto de tudo, valhanos isso!!!!!) o resto do bolo de chocolate, do folar, do pão de ló, do bolo folhado (uma pequena imensa maravilha!!!!), e sei lá mais o quê. Sobraram as amêndoas que estão escondidas, e alguns doces que eu não gosto muito.
Ora portanto não há desculpas.
O problema é que eu não me reconheço.
Sempre fui muito obstinada, cá em casa dizem que sou é mesmo teimosa como um burro, mas eu prefiro obstinada, dá um cariz mais eloquente e requintado à minha pessoa!! Mas adiante! Como eu estava a dizer sempre fui muito obstinada e sempre que me achava acima do peso que queria lá entrava de dieta, lá fazia exercício e a coisa resolvia-se.
Claro que com o facto de ter 3 filhos, e os 2 mais pequenos terem 2 anos exactos de diferença, (não são quase 3 anos, não são 2 anos e meio, nem sequer são 2 anos e 1 mês. Não são 2 anos e pronto, os 2 do mês de Janeiro), adicionado ao facto da mais pequenina ter 2 meses agora, e o facto de estar a dar de mamar, não ajuda a que a balança esteja onde eu quero.
Mas isso não é desculpa para tudo, aliás, a bem da verdade, não é desculpa para nada, senão vejamos:
1 - Amamentar emagrece;
2 - Amamentar requer uma boa alimentação, mas ninguém falou em fritos, em doces, em pão, nem em quantidades astronómicas;
3 - Durante a manhã, na maioria das vezes, a princesa faz um sono que me permite ter pelo menos uma hora livre, podia saltar para a passadeira;
4 - Posso, na maioria dos dias, passear a pé com a menina, nada diz que tenha de ficar alapada em casa;
5 - Depois das 23h podia muito bem ligar a Wii, e jogar o Fitness e outros jogos activos!

Mas não, nada disto acontece, e porquê?, porque, como eu estava a dizer, eu não me reconheço. Estou como que dormente. Falta-me garra, energia. Sinto-me imensamente feliz, mas adormecida.

Por tudo isto não tenho a certeza que será hoje, o primeiro dia, do levantar e manter-me erguida, caindo, obviamente, mas evitando atirar-me eu própria para o chão, constantemente.

Mas vou tentar que seja hoje, e por isso:

Pequeno-almoço:
1 pão com pouquissima manteiga
1 caneca com leite magro e Pensal


Meio da manhã:
1 maçã


Almoço:
Atum em água
Feijão frade
1 pão torrado
1 banana


Lanche:
1 pêra
2 bolachas digestivas

Jantar:
2 febras finas de porco
massa cozida
salada de alface e tomate

Noitinha:
1 quadrado de chocolate 70% cacau

3 comentários:

  1. Apesar de feliz também deves andar cansada, o que explica a falta de energia! De qualquer forma vejo-te disposta a contrariar essa "dormência", o que é meio caminho andado. Vais conseguir, estou a torcer :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Acho que isso que estás a sentir é normal, é uma fase do pós-parto. De qualquer modo adorei a tua frase "levantar e manter-me erguida, caindo, obviamente, mas evitando atirar-me eu própria para o chão,". A gente faz isso constantemente sem se dar conta e tomarmos consciência disso, é meio caminho andado para contrariar essa tendência.
    Obrigada pelo teu comentário, comecei a pensar seriamente em mudar de roupa na casa de banho, acho que era capaz de fazer isso. Beijo

    ResponderEliminar
  3. Olá! :)

    Se gostas tanto de viajar podes sempre esperar alguns aninhos e fazê-lo com os teus filhos! Dependendo do género de crianças que são, ter filhos não é de todo um impedimento para viajar ;) A primeira vez que eu fui ao México tinha quatro anos e o meu irmão foi à Amazónia com seis, e portámo-nos lindamente ;) Em alternativa, podes sempre pedir ajuda aos avós ou assim ;)

    Há fases na vida em que andamos mais em baixo, é assim mesmo. Há dois anos (no terceiro ano) eu passei uma fase bastante má, muito desmotivada. Foi o primeiro ano em que tivemos contacto com os doentes, e tudo aquilo me fez muita confusão: ver pessoas tão idosas tão doentes mexeu comigo e fez-me repensar se estaria no local certo. Passei algumas semanas triste, desmotivada e sem vontade de me levantar da cama de manhã, mas eventualmente isso passou :) O tempo cura essas coisas, a sério ;)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar