quarta-feira, 23 de março de 2011

Se

Se o volume de bolachas que eu como, fosse proporcionalmente inverso ao volume de trabalho que tenho...

Era uma mulher MUITO feliz!!!!

Mas não! Acontece exactamente ao contrário. Quanto mais trabalho, mais bolachas. Irra!!!

terça-feira, 22 de março de 2011

Telegrama

Cheia de trabalho até aos olhos.
Domingo fui andar uma hora.
Comprei sapatilhas novas.
Agora vai!!

sexta-feira, 18 de março de 2011

O prometido é devido

Este post é inteiramente dedicado à Sofia.

Os trilhos dourados no caminho da Dorothy eram apelativos e irrecusáveis, não por serem dourados ou brilhantes e nem mesmo por serem quadrados. Eram irresistíveis porque nunca, por ela, tinham sido percorridos.
Esta caminhada que para algumas já dura há uma vida, tem muitos altos e baixos. Começos, recomeços. Sorrisos, orgulho, desespero, vergonha, esperança, vitória, tem de tudo este caminho. Mas uma coisa eu aprendi, a única forma de chegar a algum lado é fazendo a viagem. Só posso almejar vir a ter mais saúde, vir a ter uma figura que me agrade, vestir a roupa que desejo, etc, se fizer esta caminhada. Mesmo que tenha de parar e recomeçar, vezes sem conta. Só vou conseguir se não desistir!
E ajuda-me a não desistir, palavras de quem admite que também caí. Mas que mais importante, também se volta a erguer! E atinge os seus objectivos!!

quinta-feira, 17 de março de 2011

Caminhar a mais que dois pés

Não sei se foram as motivações de algumas meninas ladinas que também andam nesta luta, se foi o sol que esta manhã decidiu banhar esta bela cidade, se..., se...., se..... a verdade é que já bebi 1,5 lt de água e são apenas 15h da tarde. Bebi com gosto e com vontade.

Durante a manhã, à hora do ataque às bolachas (por volta das 11h 30m....) larguei o rato, tirei as mãos do teclado e virei-me para a gaveta. Foi instantâneo.... nem sequer pensei no que estava a fazer. Não pensei em nada estilo, estou com fome, epá só tenho bolachas... o que faço?!?! Nada. Apenas virei-me e já ia de mão na gaveta, quando por sorte olhei para a água, e pensei, isso é que havia de ser bonito menina Sweet, é que nem faltava mais nada. Toca a beber água que o teu mal é sede. E assim foi!!!!!

Quem é linda, quem é?!?!?!
Ora nem mais... TODAS NÓS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 16 de março de 2011

Afogar as mágoas

em 2 litros de água!!!!!
E logo ainda vou beber duas canecas de quase meio litro de chá.

Enquanto o tempo, sol e vontade para fazer exercício não aparecem, vou tentando fazer uma alimentação mais correcta.

Primeiro objectivo acabar com as bolachas!!!! esse meu pecado capital.
Sou um verdadeiro mostro das bolachas... e nem sequer sou muito requintada. As minhas bolachas preferidas?!?!?! Bolacha Maria torrada. É que me tiram do sério. Amo de paixão estas bolachas.

PS - Sweet, muito obrigado pelas tuas palavras. É bom saber que não estou sozinha nesta luta!!!!! Volta sempre!

terça-feira, 15 de março de 2011

Ainda e sempre

nos 75.

Não sei se me resigne e aceite este como sendo o meu peso, sabendo que nunca serei completamente feliz. Porque acima de tudo significa que desisti.
Se continuo nesta luta rídicula do começa, acaba, tendo desculpas para tudo (já lá iremos....)
Se meta as mãos à obra e faça REALMENTE alguma coisa para mudar isto.

As minhas semanas têm sido de trabalho, trabalho e ainda mais trabalho. Entro cedo, saio tarde e ao fim de semana ainda tenho de voltar. No sábado vim para o gabinete às 10h30, saí às 22h30 (sim, directinho que assim é que é bom...), fui jantar e voltei às 23h50m e só saí eram 5h 20m da madrugada. No domingo ao meio dia já estava no computador e passado 3 horas, finalmente dei o dia por terminado, pois faltava uma decisão de um superior que só decidiu dar o ar da sua graça já passava da meia noite e eu fiz de conta que não vi o mail e na segunda feira lá despachei o trabalho para o ministério em questão. Se recebo mais por isso?!?! NADA DESTA VIDA!!!!
Ando cansada, com uma amigdalite que não me larga, uma tosse miserável e uma alimentação terrível.
O peso nem para cima (o que já não é mau!), nem para baixo.

Enfim.... Não estou em condições de prometer nada, a não ser que recuso-me a deitar a toalha ao chão e por isso, vou continuar, na vã ilusão que um dia terei a força necessária para me mexer e acabar com esta terrível letargia. Um dia terei forças para correr 1 hora todos os dia, quer chova, quer faça sol, seja a que horas for, e nesse dia sim, serei verdadeiramente feliz, apenas porque consegui fazer algo a que me propus com tanta convicção!
Até lá.... cá estarei!