quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Não consigo perceber

Foge à minha capacidade de entender os fenómenos, o facto de eu ser gorda. É que me transcende, como é que uma mulher que acorda às 6h30m da matina, toma banho, veste-se, tira o mais pequeno da cama e aconchega-o ao pai, faz o biberão, dá-o ao faminto da família, põe o Crispim no parque, prepara o almoço para levar para o trabalho, faz o pequeno almoço para a família toda, acorda o mais velho, prepara a roupa do mais velho, veste o mais novo (transpira que nem uma doida só para lhe mudar a fralda, quando chega à fase de vestir as calças já acha que vai morrer), faz a mala da piscina, prepara o saco da natação do mais velho (um sobe e desce à procura de toucas, calções, óculos....), carrega para o carro 2 portáteis, uma carteira, um saco com almoço, e uma pasta, volta a casa para buscar o que esqueceu (normalmente a chupeta ou um brinquedo), isto tudo sempre a correr, e no fim do dia ainda olha para a balança e tem vontade de estrangular alguém.

Sem comentários:

Enviar um comentário